sábado, maio 28

De Clarice a Cartola: um oboé no choro homenageia Clarice Lispector nesta sexta

Pinterest LinkedIn Tumblr +

Oboísta norte-americano Harold Emert e violonista irlandês Kevin Shortall se unem à atriz Maria Lúcia Verdi em apresentação que será transmitida ao vivo pelo YouTube da Casa Thomas Jefferson

Um dos principais nomes da literatura brasileira do século XX, Clarice Lispector será homenageada nesta sexta-feira (3) com o espetáculo De Clarice a Cartola: um oboé no choro. Nesta apresentação, o duo de músicos internacionais Harold Emert e Kevin Shortall contará com a participação especial da atriz Maria Lúcia Verdi, que recitará poemas da escritora e jornalista que nasceu na Ucrânia e veio para o Brasil ainda muito pequena, em 1922.

O espetáculo será transmitido ao vivo pelo YouTube da Casa Thomas Jefferson, centro binacional que tem o apoio da Embaixada dos Estados Unidos na realização de seus eventos culturais. Entre as peças que serão apresentadas em duo e solo, estão as belíssimas canções Greensleeves, Brasileirinho, Romance, Caminhos Cruzados, Gabriel’s Oboe, O Mundo é Um Moinho, As Rosas Não Falam, Carinhoso, entre outras.

Os músicos

O oboísta e compositor norte-americano brasileiro Harold Emert estudou na Manhattan School of Music, em Nova York (EUA), e em Freiburg, na Alemanha, com Heinz Holliger, considerado o maior mestre do instrumento de todos os tempos.

Em 1973, Emert radicou-se no Rio de Janeiro. Gravou oito álbuns solo com suas obras. Sua versatilidade lhe permitiu realizar gravações com a Orquestra Sinfônica Brasileira, a Orquestra Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense, Lenine, Olivia Hime, Ed Motta e Milton Nascimento, entre outros.

Ele compôs trilha sonora para a Companhia de Dança Débora Colker e o filme “Duas Vezes com Helena”. Integrou as orquestras American Symphony (Nova York); a Israel Philharmonic; orquestras da Rádio de Saarbrucken, Alemanha; e Rádio SABC, em Joanesburgo, África do Sul, entre outras.

Emert fez a curadoria de 12 Festivais Internacionais Riowinds para Música no Museu. Atuou como primeiro oboé da OSB, de 1973 a 1997, com o maestro Isaac Karabtchevsky; da Orquestra Sinfônica de Teatro Municipal do Rio de Janeiro, da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e da Orquestra Sinfônica Nacional-UFF ((2004-2013).

Participou em turnês nos EUA, na Europa e na Argentina com a Israel Philharmonic, a Orquestra Sinfônica Brasileira e a Orquestra Sinfônica Nacional-UFF. Emert realizou gravações com a OSB sob a regência do maestro Karabtchevsky e com a OSN-UFF sob a regência da Maestrina Ligia Amadio. Como recitalista, se apresentou nas Filipinas, em Cingapura, Hong Kong, Brunei, no Taiti, na Austrália, Nova Zelândia e nos países da América Latina.

A sua obra “Concerto para oboé, violino e orquestra” foi apresentada com sucesso de crítica e público em Melbourne, Austrália, no Rio de Janeiro e na Louisiana State University, EUA. Atualmente, Harold é o primeiro oboísta da Orquestra Rio Camerata, sob a regência de Israel Menezes.

Kevin Shortall, violão sete cordas, iniciou seus estudos de violão aos 14 anos de idade. Filho de uma brasileira com um irlandês, recebeu a influência da música dos dois países. Ele se graduou, com honras, em Jazz Guitar no Royal Birmingham Conservatoire, Inglaterra, e no curso de Arranjos para Música Popular Brasileira na UniRio.

Shortall é mestre nos violões acústico e elétrico de seis e sete cordas, ukulele, banjo tenor e irish bouzouki. A sua versatilidade, talento e dinamismo o levam a realizar diversas e diferenciadas colaborações com músicos e conjuntos musicais por todo o Brasil: Café Irlanda (música tradicional irlandesa, SoulTrane (Jazz) e Regional Subindo a Serra (Choro), entre outros.

Integrou a Midlands Youth Jazz Orchestra, no Reino Unido, quando venceu a BBC Big Band Competition. Realizou turnês de apresentações com grande sucesso com a crítica especializada e o público exigente nos EUA, na América do Sul, Europa e Ásia. Colaborou com o cantor Jamie Cullum e a banda de rock Matanza.

Ele cumpre intensa agenda de atividades como educador musical em jazz, choro e música irlandesa. É membro fundador e atua na filial brasileira do Comhaltas Ceoltóirí Éireann, a associação internacional para promoção da Música Tradicional Irlandesa.

Sobre as Sextas Musicais

As Sextas Musicais são um tradicional evento de Brasília. Desde 1987, a Casa Thomas Jefferson, entidade sem fins lucrativos, realiza esses concertos gratuitos e com classificação indicativa livre, mantendo-se fiel à missão de conectar e transformar vidas através de gerações por meio de experiências singulares.

Desde o ano passado, com a pandemia do novo coronavírus, a Casa Thomas Jefferson adaptou as apresentações para o formato on live streaming. Com produção requintada, qualidade de captação e transmissão de som e imagem, as Sextas Musicais demonstram o compromisso e o respeito do centro binacional com os artistas profissionais da música que dedicam suas vidas ao estudo e à performance musical e ao público.

 

SERVIÇO

Evento: Sextas Musicais on live streaming

De Clarice a Cartola: um oboé no choro

Harold Emert, oboé e Kevin Shortall, violão sete cordas

Convidada especial: Mallu, atriz-narradora

Data: 3 de dezembro de 2021

Horário: 20h

Onde: CTJ HALL – Casa Thomas Jefferson – Asa Sul

Como assistir: no canal da Casa Thomas Jefferson no YouTube

Classificação indicativa: livre

Share.

About Author

Gaúcho de nascimento, brasiliense de coração. Economista, 23 anos, amante de viagens e gastronomia. instagram: @davirezende__

Deixe uma resposta