sábado, maio 28

EXPOSIÇÃO “BRASÍLIA MUSEU ABERTO” CHEGA A SUA TERCEIRA EDIÇÃO COM PROJEÇÕES MAPEADAS NO PANTEÃO DA PÁTRIA NO DIA 21 DE ABRIL

Pinterest LinkedIn Tumblr +

A mostra “Brasília Museu Aberto” 2022 será lançada no dia do aniversário de 62 anos da
capital federal com projeções mapeadas no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves
em um evento aberto ao público. Nessa edição, o projeto artístico, que tem curadoria de
Danielle Athayde, ganha novos nomes da cena artística brasiliense como: Paulino Aversa,
Camila Soato, Roger Regner e Lui Rodrigues e uma seleção de obras primas do Museu da
República e do MAB- Museu de Arte de Brasília, com obras de Di Cavalcanti, Cícero Dias e
Anita Malfati, Tarsila do Amaral e Roberto Burle Marx, entre tantos outros que deixaram sua
marca no movimento modernista brasileiro.

 

Artistas que se juntarão a escultores como Maria Martins, Bruno Giorgi, Marianne Peretti,
Victor Brecheret e Alfredo Ceschiatti, pinturas de Carlos Bracher e Alex Flemming, Tarciso
Viriato e Galeno, desenhos de Naura Timm, instalacões e esculturas de Siron franco, além de
fotografias de Marcel Gautherot, Mario Fontenelle, Peter Scheier, Gabriel Gondim, Raymond
Frajmund, Âke Borglund, Rui Faquini, Fabio Colombini, João Facó e dos fotógrafos Celso Júnior
e Orlando Brito, que nos deixou esse ano e está representado na exposição, com seu olhar
único sobre a política nacional e ângulos singulares da capital federal. Nomes, que já faziam
parte da exposição original “Brasília- Da Utopia à Capital”, que já foi apresentada em 12
países, como Espanha, Alemanha e Inglaterra, entre outros, e que deu origem ao formato
virtual da mostra, lançada em 2020, período em que a pandemia nos privou de eventos
presenciais.

 

Foi então que a curadora adaptou a mostra para o formato virtual e nasceu “Brasília Museu
Aberto”, com projeções mapeadas em locais representativos da capital federal como
Congresso Nacional, Cúpula do Museu da República, Casa do Cantador na Ceilândia e Museu
Histórico e Artístico em Planaltina e que esse ano acrescentará o MAB- Museu de Arte de
Brasília em seu roteiro. “Brasília já é uma obra de arte e nós temos o privilégio de conviver com
prédios icônicos que nessa exposição, se transformam em verdadeiras telas a céu aberto
criando, dessa forma, um elo entre o cidadão e o espaço que ocupa”, afirma Danielle Athayde
Um dos destaques do projeto é a Coleção Brasília, de um acervo formado pelo casal Izolete e
Domício Pereira — considerados pioneiros em razão de residirem na nova capital desde 1959,
onde exerceram cargos no governo federal e na Novacap (companhia responsável pela
construção da cidade) — reúne um raro acervo administrado pelo curador Cláudio Pereira,
filho do casal. Composto por obras de diversos períodos da arte brasileira e internacional, a
coleção reúne gravuras, fotografias, desenhos, pinturas, esculturas, documentos e objetos que
representam um recorte das artes visuais do período e da estética modernista que se
estabeleceu no Brasil nas décadas de 1950 e 1960.

 

EXPOSIÇÃO “BRASÍLIA MUSEU ABERTO”

O projeto “Brasília Museu Aberto” apresenta documentos e fotos históricas e atuais, obras de
artistas plásticos que viveram essa grande epopeia, que foi a construção da capital no planalto
central, e de artistas contemporâneos, que representam o pensamento modernista de uma
época, em que Brasília se tornou um marco, com projeto urbanístico único criado por Lúcio Costa e as linhas curvas que fizeram o arquiteto Oscar Niemeyer despontar para o mundo.

“Brasília Museu Aberto propõe um novo significado do espaço público, visando potencializar a dimensão de pertencimento do expectador, aproximando-o de conteúdos da sua própria
história” analisa a curadora do projeto.

Todo o conteúdo das exposições fica disponível na internet através do site da mostra
www.brasiliamuseuaberto.com.br, no instagram @brasiliamuseuaberto e também no
facebook Brasiliautopiacapital.

PROGRAMA EDUCATIVO
E-BOOK
O projeto Brasília Museu Aberto conta com um programa educativo cuja proposta é estimular
a capacidade criativa das pessoas e a geração de vínculos afetivos com a cidade, a partir de
conteúdos e práticas que margeiam os temas da Agenda 2030 da ONU. Com esse propósito, foi
produzido um e-book educativo com material pedagógico produzido especialmente para a
exposição Brasília Museu Aberto a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e dos
Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Através de uma parceria com a Secretaria de
Educação do GDF, o programa educativo vai chegar até as escolas públicas do DF fortalecendo
dessa forma, o papel transformador que a educação exerce nos jovens, sempre respeitando a
diversidade de pensamentos, mas compreendendo as razões e os benefícios socioeconômicos
que o título de patrimônio cultural da humanidade oferece à cidade.
Outro assunto abordado é o Cerrado — o maior bioma da América do Sul, que ocupa 22% do
território nacional e que também será um dos temas do portal da exposição — num espaço
voltado para a divulgação de projetos inspiradores criados por apaixonados pelo Cerrado, além
de conteúdos educativos e experiências práticas capazes de conectar as pessoas ao bioma.

ARTETUDE CULTURAL
Empresa brasiliense de produção, que tem à frente Danielle Athayde. Foi criada em janeiro de
2004, tendo como missão criar, realizar, divulgar e produzir projetos ligados à arte, à cultura,
ao turismo e à natureza brasileira. Desde sua criação, vem desenvolvendo intensa atividade
nessas áreas, cujo eixo fundamental se estrutura em um seleto programa de projetos.
www.artetude.com.br

A exposição Brasília Museu Aberto conta com o apoio da lei de incentivo federal e patrocínio
da Brasal e do Sabin.

Brasília Museu Aberto
21 de abril- Projeção mapeada no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves

 

fotos ( crédito Jonh/Movie Filmes)

 

 

EXPOSIÇÃO “BRASÍLIA MUSEU ABERTO”

Share.

About Author

Deixe uma resposta